sábado, 18 de fevereiro de 2017

Diagrama de Causa e Efeito: Aprenda a usar e baixe grátis

O diagrama de Ishikawa é uma ferramenta de gestão onde as causas são levantadas para se chegar a raiz de um problema específico, através da análise de todos os fatores que puderam contribuir para sua geração. Através de uma representação gráfica ajudar na organização do raciocínio e discussões de ideias no processo de resolução de problemas ou de identificação de causas para determinados resultados. Apesar de sua proposta de aplicação inicial ter sido feita para a área de produção, ele pode ser utilizado em qualquer área de gestão.


Proposto originalmente na década de 60 por Kaoru Ishikawa o diagrama leva em conta que toda causa vai produzir um efeito, essas causas representam hipóteses que precisam ser analisadas e testadas uma a uma, a fim de comprovar sua veracidade e determinar o grau de influência ou impacto sobre a situação em análise.


O diagrama de Ishikawa representa a relação existente entre determinado resultado de um processo (efeito) e os diversos fatores (causas) que podem contribuir para esse resultado. Sua relação com a imagem de uma espinha de peixe se dá devido ao fato que podemos considerar suas espinhas as causas dos problemas levantados, que contribuirão para a descoberta de seu efeito.

O Diagrama de Ishikawa também é conhecido por alguns outros nomes: Diagrama de Causa e Efeito, Diagrama Espinha de Peixe e Diagrama da Metodologia 6M. Todas essas variações dos nomes são facilmente entendidas ao se olhar para a imagem abaixo:
Em sua estrutura, as causas dos problemas (efeitos) podem ser classificados como sendo de seis tipos diferentes (o que confere a esse diagrama o nome alternativo de “6M”):
  1. Método: toda a causa envolvendo o método que estava sendo executado o trabalho (ex: empregado de tecnologia de precisão);
  2. Matéria-prima: toda causa que envolve o material que estava sendo utilizado no trabalho (ex: material abaixo do especificado);
  3. Mão-de-obra: toda causa que envolve uma atitude do colaborador (ex: tentativa de ganhar tempo, imprudência e etc.);
  4. Máquinas: toda causa envolvendo á máquina que estava sendo operada (ex: equipamento apresentou falha hidráulica);
  5. Medida: toda causa que envolve mecanismos de medição e aferição no processo (ex: falha na parametrização da calibragem);
  6.  Meio ambiente: toda causa que envolve o meio ambiente global (ex: clima, Intempéries e etc).
  Passo-a-passo para construir o diagrama:
  • Definir o problema (efeito) a ser analisado;
  • Desenhar uma seta horizontal apontando para a direita e escreva o problema no interior de um retângulo localizado na ponta da seta;
  • Realizar um brainstorming para levantar as possíveis causas que possam estar gerando o problema perguntando? Por que isto está acontecendo?;
  • Dividir as causas identificadas em categorias máquina, Método, Matéria-prima, Mão-de-obra, Máquinas, Medida e Meio ambiente (6M) conforme o problema analisado;
  • Logo após, deverão ser definidas as sub-causas, ou seja, as causas das causas;
  • Registre outras informações como: título, data, responsáveis e etc.
Baixe aqui o Diagrama de Causa e Efeito grátis
Acesse o link e baixe o arquivo em planilha eletrotônica do Excel prontinho para ser utilizado ou customizado, pois não atribuo senhas a meus arquivos, pois acredito que tudo pode ser melhorado ou adaptado para atender as peculiaridades do negócio.



Para baixar o arquivo

Um comentário:

  1. Grato Sr. Fábio Arruda por compartilhar tal conhecimento e ferramentas do sistema de gestão.... Deus o abençoe sempre..!

    ResponderExcluir